Mãe de Flávio, Carlos e Eduardo, Rogéria pagou apartamento em dinheiro quando era casada com Bolsonaro - OPINATORIO

Breaking

OPINATORIO

noticias, celebridades, famosos, política

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Responsive Ads Here

terça-feira, 11 de agosto de 2020

Mãe de Flávio, Carlos e Eduardo, Rogéria pagou apartamento em dinheiro quando era casada com Bolsonaro

Rogéria Nantes Bolsonaro com os filhos e em foto durante casamento com Jair (Montagem/Reprodução)

Da FORUM - Em 1996, Rogéria Bolsonaro pagou R$ 95 mil em dinheiro vivo - equivalente a R$ 621,5 mil hoje - em um apartamento. Em 2008, Flávio Bolsonaro usou R$ 86,7 em espécie para pagar parte de um conjunto comercial que comprou na Barra

Mãe de Flávio, Carlos e Eduardo, Rogéria Bolsonaro pagou em dinheiro a compra de um apartamento no bairro de Vila Isabel, na Zona Norte do Rio, em 1996, quando ainda era casada com Jair Bolsonaro. Segundo informações de Juliana Dal Piva e Chico Otavio, na edição desta terça-feira (11) do jornal O Globo, à época o valor do imóvel era de R$ 95 mil – equivalente hoje a R$ 621,5 mil.

Mãe de Flávio, Carlos e Eduardo, Rogéria pagou apartamento em dinheiro quando era casada com Bolsonaro
Em 1996, Rogéria Bolsonaro pagou R$ 95 mil em dinheiro vivo - equivalente a R$ 621,5 mil hoje - em um apartamento. Em 2008, Flávio Bolsonaro usou R$ 86,7 em espécie para pagar parte de um conjunto comercial que comprou na Barra
Mãe de Flávio, Carlos e Eduardo, Rogéria Bolsonaro pagou em dinheiro a compra de um apartamento no bairro de Vila Isabel, na Zona Norte do Rio, em 1996, quando ainda era casada com Jair Bolsonaro. Segundo informações de Juliana Dal Piva e Chico Otavio, na edição desta terça-feira (11) do jornal O Globo, à época o valor do imóvel era de R$ 95 mil – equivalente hoje a R$ 621,5 mil.

De acordo com a reportagem, a escritura pública no 21º cartório Ofício de Notas do Rio registra que o valor foi pago integralmente em dinheiro vivo no ato da produção do documento de venda. Um ano depois, Rogéria e Jair Bolsonaro se separaram.
No domingo (9), o jornal já havia revelado que Flávio Bolsonaro usou R$ 86,7 mil em dinheiro vivo para pagar parte de um conjunto de 12 salas comerciais que comprou na Barra da Tijuca em 2008.

Em depoimento ao Ministério Público do Rio, Flávio afirmou que pediu dinheiro emprestado ao pai, a um irmão, sem identificar qual, e possivelmente a Jorge Francisco, chefe de gabinete do então deputado Jair Bolsonaro.

Att: Antônio S.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Responsive Ads Here